Doe Aqui

Medo 4 – Vencer o medo – Aprender a Amar

Início » Notícias » Medo 4 – Vencer o medo – Aprender a Amar

Completamos aqui nossa jornada
por alguns domínios dessa energia densa e sombria do medo

 

Completamos aqui nossa jornada por alguns domínios dessa energia densa e sombria do medo, e procuramos não nos deter em nenhum de seus aspectos mais do que o suficiente para reconhecer sua negativa presença e interferência em nossa organização energético-material. E reconhecemos ainda que setores e consciências contrárias à evolução hoje a estão manipulando, perversa e conscientemente, para alcançar seus objetivos escusos.


Liberação definitiva da consciência
humana e planetária dessas energias mais densas

Paralelamente a tudo isto, existe uma ampla e profunda operação cósmica para liberação definitiva da consciência humana e planetária dessas energias mais densas, para que a humanidade, o Planeta e todos os seus Reinos entrem em novo ciclo evolutivo, tão aguardado pela Vida Universal.

Mensageiros Divinos, Instrutores ou Profetas

E como em geral existe pouco interesse humano e disposição real para alargar os estreitos limites da vida e consciência terrestres, e transpor com maturidade os portais que nos separam dessa outra Vida maior, assim de tempos em tempos manifestam-se entre nós Mensageiros Divinos, Instrutores ou Profetas, encarnados em corpos físicos, ou apenas em consciência, para nos instruir a respeito dessas realidades sutis, e de nosso preparo para alcançá-las e vivê-las.

Como o alcance de nossa compreensão é ainda limitado para esse mecanismo de contato, os nomes com que se dão a conhecer referem-se a personagens que nos são familiares, o que facilita seu reconhecimento e aceitação. Assim se expressam hoje os Mensageiros Divinos que identificamos como Cristo, Maria, a mãe de Jesus, e São José. E na Mensagem de São José, de 14 de novembro de 2015, Ele nos instrui com precisão de Mestre.

Transcrevemos abaixo alguns parágrafos selecionados:

Aprender a amar

Enquanto o mundo agoniza, peço-lhes que já não vivam comumente. Que a todo instante clamem ao Pai para que Sua Misericórdia seja maior do que Sua Justiça e que aqueles que estão cegos no mundo possam despertar. […]

Meus queridos, o terror, o medo, o ódio e o rancor entre os homens seguem espalhando-se pelo mundo como uma grande praga nos corações. Quem de vocês está respondendo ao Meu pedido de perdoar e de se reconciliar com o próximo? Quem está vencendo o rancor do próprio coração para dissipar esse mal da humanidade?

Enquanto vocês estão distraídos e com tanta facilidade se esquecem dos pedidos dos Mensageiros Divinos, o inimigo não descansa e não se esquece da sua meta de fazer desaparecer dos corações humanos a possibilidade de amar.

Peço-lhes que estejam mais atentos e não permitam que nenhum rancor seja maior do que o amor em seus corações. Que o amor derramado por Deus em seus interiores seja sempre poderoso e os impulsione a seguir adiante, batalhando para que vocês aprendam, de uma vez por todas, a amar e a perdoar.

Quando lhes pedi a campanha para dissipar o ódio do coração humano, não foi apenas para que vocês vivessem uma bela experiência e que simbolicamente enviassem seu amor aos seus irmãos do Oriente Médio. Eu lhes pedi esta campanha porque os Planos de Deus correm risco quando o amor vai se apagando da consciência humana.

O amor é a essência da vida na Terra; se não houver amor, não há sentido para a existência da humanidade.

O que hoje acontece no planeta está espalhando com muita velocidade o ódio, a ira e o rancor em todas as criaturas do mundo inteiro. E tão forte é o impulso involutivo do inimigo que o ódio dissolve dos corações a possibilidade de amar.

Por isso, hoje, não apenas lhes peço, mas também lhes rogo que se perdoem uns aos outros, que se reconciliem, que sejam misericordiosos, que se sirvam mutuamente, que se amem! Amem-se como humanidade, como criação de Deus, como parte viva de Seu Coração Sagrado.

Não permitam que o inimigo lhes faça acreditar que o terror que imprime no mundo é maior do que sua possibilidade de amar, porque o amor verdadeiro desterra o mal e o faz desaparecer.

Confiem no seu potencial de amar e transformem-no em uma virtude celestial viva dentro de todos vocês.

Eu os amo e, por isso, estou aqui. Eu confio na humanidade como projeto de Deus. Eu confio no amor que habita em seus corações e que vocês desconhecem. É hora de aprender a amar.

Fim do Tema: Medo

E a Consciência de Maria em sua Mensagem do dia 15 de Julho de 2016, instrui-nos assim:

Queridos filhos,
A humanidade terrorista não conhece o poder da Justiça de Deus nestes tempos e ela mesma se lança ao vazio, derrubando todos os princípios de uma verdadeira humanidade.

O pânico e o medo abraçam muitos corações porque o tempo do Apocalipse já começou. Coisas inimagináveis já se veem nas ruas do mundo e o temor afoga a maioria, que é indiferente e que não reza.

Os corações parecem perder o sentido de sua existência e temem a morte que é gerada pelo terrorismo que foi criado.

Parece que a chama da fé se apaga aos poucos e as almas que não Me aceitam estão desprotegidas e sem Meu amparo. A hora do caos já chegou e muitos preferem negá-lo por não querer enfrentar sua própria realidade.

As misérias parecem multiplicar-se mais que as rosas, e o vale torna-se um cenário de constantes ultrajes.

A humanidade sente o despertar, mas depois se desvia perdendo o sentido de seu verdadeiro caminho de redenção.

Todos ofendem a Deus em algum grau e, quando a maioria se separa de Deus, isso compromete a vida de todos.

Este tempo difícil e cruel se precipita sobre os que estão caídos espiritualmente e as bombas e os atentados explodem diante de seus rostos.

Ninguém recorre a Deus e todos se perdem nas trevas. Enquanto esta separação dos corações acontece por não pensarem nem um segundo em Deus, Eu luto dia e noite junto às Minhas hostes contra os planos do Meu adversário.

Ninguém conhece o poder da Justiça de Deus; enquanto é tempo, arrependam-se e peçam perdão pelos que ofendem e ultrajam o Coração de Deus.

Orem com mais consciência e determinação para que as provas mundiais que se aproximam não tornem a surpreender a maioria.

Meu Coração volta a sentir a dor do mundo e as causas de tanta indiferença humana. Só rezo por vocês e por todos os Meus filhos para que estejam preparados e, assim, possam enfrentar os tempos finais.

Agradeço-lhes por Me acompanharem!
Pela paz em tempos de atentados,

Sua Mãe, Maria Rosa da Paz

Veja todos

 

2017-09-10T20:36:02+00:00 11 setembro 2017|Categories: Impulsos, Impulso Cura|