Contatar a luz e a sabedoriaHumano

Muitos indivíduos nos dias de hoje estão tendo oportunidade de contatar a luz e a sabedoria. Para que cheguem a ter consciência desse contato, devem desenvolver em si a capacidade de estar em silêncio, principalmente no que se refere às próprias ideias e conceitos.

Os que assim despertam para realidades internas estão percebendo que, movidos por impulsos espirituais aos quais não podem deixar de atender, são conduzidos ao trabalho da espiritualidade planetária. Sua consciência não encontra paz se não o acolhe, se não obedece ao silêncio que o revela.

Ouça o áudio de Trigueirinho sobre o tema icone-audio

 

Está sendo formada uma ponte entre os homens e um núcleo energético de grande potência que, sediado em níveis divinos, irradia um amor de qualidade desconhecida na superfície da Terra. Pontos obscuros estão sendo removidos de alguns indivíduos, para que possam tomar consciência desse contato. O repouso tem importância fundamental na facilitação desse processo, pois durante o sono empreende-se a dissolução de nódulos retrógrados, incrustados no ser há milênios.

Chispas da luz

Para que o amadurecimento do ser se aprofunde, ele passa por um estágio no qual reconhece que existe em si uma busca de realização pessoal por meio de contatos internos — e abdica de alimentá-la. Quando a cristalinidade e a pureza são nele firmadas, podem ser-lhe reveladas chispas da luz de núcleos sublimes, origem de toda a sabedoria disponível ao homem.

Pode-se dizer que há um núcleo que contém registros impressos por consciências de grandes iniciados que assim deram partida à revelação dos mistérios cósmicos para a vida terrestre. Esses arquivos são compostos de várias categorias, abrangendo desde os mais ocultos segredos da existência cósmica até regras para iniciados. Neles encontra-se a origem de textos captados por H.P. Blavatsky (HPB), tais como as estâncias de Dzyan, relativas a esses segredos, e o livro A VOZ DO SILÊNCIO, que diz respeito à formação dos que se acercam da espiritualidade ou que evoluem por meio do serviço diretamente integrado a ela.

Regras para discípulos e aspirantes

Também desses arquivos originaram-se as estâncias que DK transmitiu a Alice Bailey, bem como as regras para discípulos e aspirantes, as quais formam a base da maioria de suas obras.

A espiritualidade, em contato com o núcleo cósmico responsável pelo estímulo espiritual que é vertido sobre a Terra, estabeleceu um período em que esse estímulo se daria mais intensamente. Tal período deveria estender-se por aproximadamente 100 anos. HPB disse explicitamente que só dali a um século a humanidade compreenderia a razão de A DOUTRINA SECRETA ter sido escrita apesar de toda a oposição.

Essa obra foi editada em agosto de 1888, a despeito da incompreensão da época e sob a agressividade expressa pela crítica.

Por volta do trigésimo ano do período estipulado pela espiritualidade como “um século de impulsos especiais”, DK transmitiu a Alice Bailey a definição de suas etapas:

  • fase preparatória
  • fase intermediária
  • fase reveladora

Estamos na fase reveladora, tempo de culminação dos estímulos internos transmitidos no decorrer desse período. Os aspirantes e discípulos devem transpor algumas provas, individuais e planetárias, entre as quais a prova do silêncio.

É possível que venham a surgir, ainda no decorrer desta transição planetária, ensinamentos mais profundos de potentes fontes cósmicas. Isso consistiria numa suprema realização por parte da espiritualidade e da humanidade. Esta, assim, participaria da redenção do planeta Terra, cooperando com a Irmandade do Cosmos.

Texto extraído do livro de Trigueirinho: “Aos que Despertam”. Pág – 124,125,126
Áudio completo em: O silêncio e o seu poder

Veja todos

 

Silêncio névoa azul