Doar

Grupos da Rede-Luz incentivam o hábito da leitura em crianças carentes de Guarujá (SP)

Início » Notícias » Grupos da Rede-Luz incentivam o hábito da leitura em crianças carentes de Guarujá (SP)

“O mais verdadeiro auxílio que se pode dar ao mundo, independentemente da situação em que se encontre, é facilitar a sintonia no homem com planos elevados, com o cerne da consciência” (José Trigueirinho, Glossário Esotérico, 6ª ed., verbete: Lei da Sintonia).

 

Com o intuito de incentivar o hábito da leitura nas crianças, o grupo da Rede-Luz Guarujá (SP) e o grupo da Rede-Luz Santos (SP) inauguraram novos serviços no local onde atuam, em Morrinhos IV, uma comunidade carente de Guarujá, litoral de São Paulo. A partir de julho passado, começou o projeto Bolsa Mágica e foi habilitada uma biblioteca comunitária.

O projeto Bolsa Mágica funciona assim: depois que foi comprada uma bolsa (mochila), a cada semana é colocado um livro de surpresa dentro da bolsa. A cada encontro, uma criança é sorteada e leva um livro especialmente escolhido. Ela vai ler o livro com a família e registrar as impressões de todos sobre a obra. A criança que for sorteada no domingo leva a bolsa para casa, fica com o compromisso de ler o livro, não pode contar para ninguém a história, mas pode pedir ajuda para os pais lerem o livro com ela.

No encontro seguinte, a criança volta e é convidada a narrar a história, contando o que leu, o que aprendeu, se gostou ou não, relatando o que achou do livro, qual foi sua compreensão da mensagem do livro. Em seguida, é feita a leitura da história de outro livro com todas as crianças, de modo que o grupo vai conversando e explorando o tema da leitura. Depois, é realizada uma atividade lúdica, com desenho, jogos etc. Também é oferecida uma lembrancinha para cada criança (lápis, borracha, caderno, giz de cera, desenho para colorir etc.), como uma forma de incentivar o estudo.

Os grupos da Rede-Luz Guarujá e Rede-Luz Santos escolheram o trabalho de incentivo à leitura como forma de também trabalhar valores, senso crítico, buscando despertar um novo olhar para o mundo, mostrando como é possível, com pequenas ações, melhorar o espaço de vida e a qualidade das relações interpessoais.

Envolvendo outros

A iniciativa se ampliou tanto que outras pessoas que não fazem parte da Rede-Luz têm doado livros infantis e gibis, colaborando com a tarefa. A atividade acontece aos domingos, na “Sagrada Sala da Caridade Crística”, onde também são ministradas aulas de reforço escolar, aos sábados.

“Tenho participado dessa atividade e vejo como as crianças se atraem por histórias e contos. A percepção delas e sua pureza encontram uma grande repercussão nos contos infantis”, afirmou Rosi Freitas, da Rede-Luz Guarujá. “Em um desses encontros, foi feito o resumo do livro ‘O Semeador’ e começamos a falar de boas sementes. Cada criança foi dando um exemplo de boa semente: não bater, não falar palavrão, obedecer, respeitar etc. Tivemos respostas encantadoras. Fiquei impressionada com a percepção delas de ‘boa semeadura’, embora elas estejam inseridas num contexto socioeconômico de muita dificuldade”, confessou Rosi.

Troca enriquecedora

“Sou professora e sempre estive envolvida em atividades de serviço, fosse com crianças ou com animais. Desde quando trabalhei no Setor dos Reinos, na Comunidade-Luz Figueira, trago essa tarefa comigo até hoje. Em primeiro lugar, o que aprendi, durante essa jornada, é que toda tarefa, por menor que pareça, tem valor. Quando servimos, somos os maiores beneficiados. Há um aprendizado em cada situação. Cada ser que passa por nós deixa um pouco de si e leva muito de nós. Essa troca é fantástica. Isso nos ensina a amar e nos educa para que não sejamos tão rápidos no julgar”, declarou Andréa Ferreira Melo, da Rede-Luz Santos.
Segundo ela afirmou, “a pequena tarefa que estamos desenvolvendo no Guarujá surgiu realmente da nossa necessidade de servir. Sobra pouco tempo diante das tarefas diárias e dos compromissos do dia a dia, mas aprendemos que, no serviço ao próximo, deixamos de viver apenas para as nossas necessidades e passamos a ser mais gratos por tantas bênçãos”, finalizou.

Para saber mais, entre em contato:

redeluzsaopaulo@fraterinternacional.org

2018-09-12T01:23:33+00:0024 agosto 2018|Categories: Notícias, Rede-Luz|