Doe Aqui

Os raios e a vida interior

Início » Notícias » Os raios e a vida interior

Qual é o seu caminho


De acordo com o conhecimento universal, existem sete diferentes métodos que nos predispõem ao contato com a vida interior, cada um deles relativo a determinado temperamento. Procure entre eles (conforme descreveremos a seguir) qual é o seu caminho de menor resistência, e busque segui-lo, não insistindo no processo que reconhecer como não sendo o seu.

Ouça o áudio de Trigueirinho sobre o tema icone-audio


Todos nós chegaremos

O contato com a vida interior, como se sabe, ocorre sem a participação do esforço humano. Esse contato é conseqüência do desenvolvimento da alma, que, no seu próprio nível de consciência, entrevê realidades mais altas. Trata-se de uma experiência interna,  e todos nós chegaremos a ela.

Esses sete métodos, um para cada raio, descrevem processos ou atitudes que podem ser assumidos na vida cotidiana física, emocional e mental. Quando essas atitudes estiverem incorporadas em nossas vidas, poderemos crer que estamos predispostos ao relacionamento com a vida interior.

Sete métodos, um para cada raio

1º Raio – O método de menor resistência para estes é a aplicação da vontade aos veículos físico, emocional e mental de uma forma dinâmica. Isso significa manter a atenção intensamente enfocada na intenção elevada. Deve ser cultivada uma concentração tão profunda que iniba os empecilhos e force um canal de comunicação com os níveis superiores. Quando a aspiração é sincera e não-egoísta, o eu superior responde positivamente.

2º Raio – Aqui treinamos  graus de inclusividade crescentes. Não se trata de um impulso,  mas sim da expansão da afinidade magnética e do amor elevado. Chegaremos a incluir o ambiente e as almas coligadas ao mesmo grupo, ou estudantes associados à mesma intenção. Essa coligação pode ser subjetiva, não visível, não social, embora esta última possa também acontecer.

3º Raio – O processo natural é a adaptação sistemática de todo conhecimento disponível e de toda espécie de recursos à finalidade em vista. Trata-se de reunir todos os esforços possíveis para ajudar o mundo, seja por meio da informação correta e oportuna, seja por meio do amor e do discernimento amadurecidos.

4º Raio – A adesão à beleza e à harmonia é o que aproxima esses seres da vida interior. Até que essa adesão seja realmente vivida, atingindo os planos internos.  A alma expressa sua nota em harmonia com outras almas. O indivíduo aprende a retrair sua atenção para os seus  níveis internos com a finalidade de melhor compreender a vida.

5º Raio – A chegada à vida interior se dá pela  concentração da mente  em algum assunto, com a finalidade de ajudar a raça humana ou algum outro Reino da Natureza. Também se desenvolve o controle dos próprios corpos físico, emocional e mental, por meio do uso do elemento vontade, como vimos no primeiro raio.

6º Raio – Os do sexto raio aproximam-se da própria vida interna pela dedicação exclusiva, pelo amor a alguém ou a um ideal. Por amor, o homem devocional-idealista torna-se inclusivo e, com todas as suas forças, contempla sua meta superior. Na dedicação à pessoa ou ao ideal, lança sua personalidade inteira que, assim, alinha-se com a alma. I

7º Raio – aqui o caminho para a vida interior é encontrado conduzindo-se os três corpos externos à lei, à ordem e à disciplina espontânea. (corpos físico, emocional e mental) Estuda-se a lei e compreende-se como e por que ela age. Aplicando-a inteligentemente à vida, melhoram as condições da humanidade em geral, tornando-se, assim, colaboradores da evoluçãohumana.

Assim, seja qual for o raio do indivíduo, seja qual for o seu processo de menor resistência,
sob todos eles jaz uma lei imutável: a do esquecimento do ego
por meio do serviço exercido com amor incondicional.

PAZ

Livro de TrigueirinhoAs Energias dos Raios e Nossas Vidas
Texto extraído do capítulo: A descoberta dos Raios (p. 171)
Áudio da Irdin – completo em: Conversas com Trigueirinho nº 167

Veja todos

 

2018-03-14T08:32:29+00:00 12 março 2018|Categories: Impulso Instrução, Impulsos|