Doe Aqui

Encontro em São Carlos abordou a situação atual dos Reinos da Natureza

Início » Notícias » Encontro em São Carlos abordou a situação atual dos Reinos da Natureza

No dia 7 de outubro de 2017, o Núcleo-Luz de Figueira em São Carlos acolheu um importante encontro regional, parte de uma tarefa itinerante ofertada pelo grupo Rede-Luz do Sul do Brasil e de uma missão de conscientização das almas a respeito da crítica situação dos Reinos da Natureza.

Durante todo o sábado, mais de 60 pessoas de diversas cidades, incluindo os jovens dos grupos locais, puderam participar de uma programação intensa de instrução, oração e mantras, focada no trabalho de aprofundamento da reflexão sobre o impacto que as ações humanas inconscientes trazem a todos os Reinos.

Holocausto animal

Na primeira parte da programação, foi exibido o vídeo da palestra “Omnis voraz: uma crítica (diet)ética ecoanimalista” de Sônia Felipe, doutora em Filosofia Moral e Teoria Política, e profunda pesquisadora da bioética animal. A palestra foi gravada durante o 1º Encontro de Amor aos Reinos, realizado em Florianópolis em novembro de 2016. Trata-se de um estudo revelador do impacto causado ao Planeta pelo consumo indiscriminado de produtos animais, fruto da atualizada compilação de dados sobre a grande carnificina que ocorre diariamente no mundo e de maneira especialmente intensa no Brasil.

O conteúdo exibido trouxe números exorbitantes de um cenário deste grande holocausto animal: 80 bilhões de vidas animais sacrificadas a cada ano, ligadas a outros vários bilhões de metros cúbicos de água consumida, sangue derramado e excretas gerados pelo sistema de criação animal e seus subprodutos.

“Faz parte da consciência humana encontrar certa dificuldade para tomar consciência daquilo que não está exposto diante de seus olhos ou que não tem contato cotidiano. Da mesma forma, nossa mente tem dificuldade em lidar com informações em escala muito elevada, seja ela temporal ou simplesmente material. Assim, não temos a consciência real do que significa para um país, seja ambientalmente, socialmente ou espiritualmente, a sustentação desse sistema que representa 23% de nosso PIB e 30% de nossas carteiras assinadas. Ou seja, praticamente um a cada três brasileiros tem seu emprego ligado à exploração animal”, explicou Sônia Felipe durante a palestra.

Após a exibição da palestra, foi a vez do documentário “Vida em Extinção”, que mostrou a grave situação do Planeta e o processo de extinção de várias espécies animais.

“Há muito a fazer para sair dessa cadeia de sofrimento que o ser humano construiu, embora o processo de sensibilização e mudança do coração humano seja um grande mistério. Ainda que a consciência não seja mais ignorante sobre certos processos, há algo a maturar antes que o ser vire uma chave interior que o faça mudar sua atitude. Pois essa mudança quase sempre implicará a renúncia a algum hábito ou prática que tenha estabelecido em sua vida, renúncia esta que muito custa à nossa humanidade”, disse Madre Maria Cleonice, membro da Ordem Graça Misericórdia e coordenadora do Núcleo-Luz de Figueira em São Carlos.

Este Núcleo, além de promover encontros de jovens, partilhas e mutirões mensais, também desenvolve uma tarefa importante pelos Reinos da Natureza, em especial o Reino Animal. Por meio dos grupos de serviço locais, distribuídos em cinco cidades, mais de 1500 animais são atendidos. Os voluntários realizam banho, tosa, cuidados de saúde e limpeza dos ambientes onde estão os animais.

Para Madre Cleonice, existe um caminho para uma vida de mais harmonia e respeito junto aos Reinos da Natureza: “Através da instrução, da oração e do serviço podemos percorrer um caminho diferente e passo a passo escrever algo novo”.

2017-11-08T20:12:33+00:00 08 novembro 2017|Categories: Destaque, Notícias, Núcleos-Luz, Reinos, Reino Animal|Tags: animal, Reino, Reinos da natureza|