Doar

Cura planetária 11- Terra, um Planeta em risco permanente

Início » Notícias » Cura planetária 11- Terra, um Planeta em risco permanente

Parte  11  –  Terra, um Planeta em risco permanente
Tema: Cura planetária, Cura da Humanidade

Deus nos ama e amará sempre

Terra - aurora borealRevimos, na Parte 10 deste tema sobre a Cura Planetária, que o grave evento sísmico que assolou o norte do Japão, em Março-2011, esteve associado a uma profunda fissura energética, telúrica e tectônica que se abriu nas profundezas do Oceano Pacífico, o que quase ‘rasgou’ a Terra ao meio, como quando se corta uma fruta pela metade. E isto foi uma clara evidência, para nossos Irmãos Maiores, de que a purificação e a transição planetária tinham-se adiantado. Assim, uma definitiva reação em cadeia havia se desencadeado em toda a vida planetária! E a instrução superior prosseguiu.

Tudo isso deveria nos levar a meditar no que sucedeu com a Terra, quando um meteoro a impactou violentamente, no princípio do Projeto Genético, no período do Gênesis, atraído de forma similar pelo egoísmo humano movido por uma extrema ânsia de poder. A humanidade sempre foi muito resistente em aprender com as grandes lições da vida, o que evidencia sua longa e sofrida trajetória.

Quando eventos assim tão mobilizantes se manifestam no Planeta, forças negativas se multiplicam muito rapidamente em progressão geométrica e grandes condensações de energias involutivas se assentam nos lugares onde eles ocorrem. Em parte, são criações psíquicas densas e dissociadas da própria consciência coletiva, e em grande parte vêm também através de portas que as próprias pessoas abrem ininterruptamente através do plano mental-emocional, como o medo, o sofrimento, os conflitos, as guerras, o ódio, todos os vícios capitais, e muito mais.

O novo tempo se aproxima

Enquanto o novo tempo se aproxima, a purificação se acelera, e isto não é um castigo. Deus nos ama e amará sempre, e nos ampara, ainda mais àqueles que estão desamparados neste momento, mas essa purificação planetária faz parte da transição que vivemos nesses tempos rumo a uma nova Humanidade e uma Nova Terra. Ela acontecerá em diferentes regiões do Planeta e impactará mais àqueles que obstruem a descida da Luz, e que não querem mudar o padrão de suas vidas. A Irmandade Cósmica sempre exerceu incansavelmente essa tarefa de nos proteger, em algum nível, mas o livre arbítrio humano é o que quase sempre marcou esta triste senda. E ele é respeitado por Lei. Apesar de tantas ajudas que recebemos para tentar endireitar esse caminho, a própria ação da humanidade a levou a se desviar dele. Quantas vezes ele foi corrigido, alinhado e elevado! O que é essencial à evolução da Criação deve ingressar na vida de todos os seres.

Caminhe firme, sem pressa, mas sem pausa

Quem pensa seguir vivendo igual, como se nada estivesse acontecendo, porque ainda não foi tocado mais diretamente pela purificação, que pare, respire fundo, permaneça em silêncio, clame com o coração por perdão e misericórdia, mas não retarde seu despertar. Caminhe firme, sem pressa, mas sem pausa.

A irradiação cósmica do Sol Central da Galáxia está se intensificando e se sutilizando cada vez mais, e a humanidade trilha o caminho oposto, densifica-se dia a dia. Assim, para se manter ao lado dos Irmãos Maiores a aspiração deve se voltar sempre para o Alto. Na realidade, temos a solução diante de nós, expressa em duas verdades sublimes e eternas: o Amor e a Unidade. “Amai-vos uns aos outros, assim como Eu vos amei”. Esta é a Lei Primeira, a Lei Maior, a que o Filho Primogênito viveu integralmente por nós, até suas últimas consequências, na Cruz. E assim nós, como criaturas também nascidas do único e amoroso Pai, somos todos irmãos! Unidos em Fraternidade a toda a Criação Universal. O que chamamos Mãe-Terra está em seu parto e essa Mãe sofre, não encontra o sustento onde se apoiar. Onde estão seus filhos, os que Ela gerou e aos quais deu à luz em todos os tempos?

Para deixar que a sabedoria da essência surja

“Os que se unem a Deus e silenciam suas mentes, para deixar que a sabedoria da essência surja, não temem conhecer a ver­dade e não querem calar a Vontade de Deus. Eles sabem que, no fim de toda esta batalha, triunfará o bem. Por isso, reco­nhecem a urgência da necessidade de transformação, reconhecem a imperiosa vontade interior de renunciar ao velho homem e às suas tendências e de se abrir para que o Novo destitua o reinado dos ultrapassados vícios humanos, por mais que, para a mente humana, essas energias retrógradas e degeneradas, quando se manifestam na matéria, às vezes sejam denominadas de tecnologias.

Filho, o caminho para o retrocesso é conhecido pela mente humana como avanço. Aqueles que seguem as tendências desses chamados “avanços” não perceberam que o caminho para a evolução ficou para trás quando a consciência humana rejeitou a simplicidade, a fraternidade e o amor, e na era industrial, que marcou o retrocesso espiritual do ser humano, se abriu para a competição, a escravidão, o usufruto obsessivo e a negação quase absoluta da vida espiritual.

Em outras eras de decadência, como o fim da Atlântida e da Lemúria, foi a ânsia pela manipulação do poder espiritual o que acarretou que o homem perdesse o seu caminho de pureza e unidade. Agora, novamente o falso poder se apodera da mente e da aspiração dos homens que creem que podem se colocar acima do Criador, com o seu livre arbítrio.”

(Mensagens de São José, 27 de outubro de 2018)

Todas essas turbulentas ondas de pensamentos, sentimentos e procedimentos malévolos que a humanidade sem cessar emana para o Espaço são logo absorvidas pelo Grande Espírito das Águas que habita a essência dos Grandes Oceanos, para serem transmutadas pelos grandes Espelhos Oceânicos. Parte dessa turbulência é refletida para o Grande Espírito do Fogo, que habita a essência do Cinturão do Fogo das regiões abissais, para aí ser purificada e transmutada pelo seu magma ardente que se move no interior da Terra. Essa grande batalha interna e invisível mobiliza as placas tectônicas, que se colidem e se atritam entre si. Na superfície, a crosta estremece e se fratura, seus vulcões despertam e se ativam, surgem cataclismos tempestades, maremotos, tsunamis, e se fomentam as guerras.

O Tema da Cura Planetária deverá prosseguir!

Veja todos

 

2018-11-26T17:12:52+00:0026 novembro 2018|Categories: Impulso Cura, Impulsos|