Doar

Reunião trimestral no Núcleo-Luz de BH

Início » Notícias » Reunião trimestral no Núcleo-Luz de BH

“Aprender a linguagem das estrelas” (atributo Transcendência 4, do Grupo de Atributos dos Monastérios da Comunidade-Luz Figueira)

Nossa Senhora Rosa Mística

“Se alguém nos perguntasse: ‘O que é a Fraternidade – Federação Humanitária Internacional?’, saberíamos responder?”. Essa foi a pergunta inicial da partilha feita durante a reunião trimestral, ministrada por Frei Luciano, monge da Ordem Graça Misericórdia.

A reunião aconteceu no dia 16 de junho de 2018, no Núcleo-Luz Sagrado Céu, em Belo Horizonte (MG), Brasil. Compondo o salão onde ocorreu o evento, viam-se os quadros dos Mensageiros Divinos, a estátua de Nossa Senhora Rosa Mística, sempre presente nos encontros trimestrais, além de um pequeno quadro com a estampa da Face da Virgem conhecida como Nossa Senhora dos Países Latinos e dos Andes. O quadro foi enviado pelo filósofo José Trigueirinho Netto, para a proteção espiritual do Núcleo.

Fábio Nobre, integrante da Juventude pela Paz, refletiu sobre a questão inicial da partilha: “Estamos envolvidos com o grupo, participamos das atividades, enfim, somos parte da Fraternidade, mas não sabemos falar sobre isso”.

Antes da partilha, o Coral do Núcleo entoou os cânticos: “Ave Maria”, de Jean Baptiste Faure; “Pai Nosso”, de Albert Hay Malotte; e os seguintes Atributos do Monastério de Figueira: “Penetrar com coragem o mistério do trajeto” e “Aprender a linguagem das estrelas”. No momento da entoação dos Atributos, o público cantou junto com os coralistas.

Coral do Núcleo-Luz Sagrado Céu

Na oportunidade, a coordenação-geral fez dois pedidos práticos: um para terminar de viabilizar a aquisição do caminhão (veículo fundamental em diversas tarefas) e outro para apoio ao projeto de reaproveitamento da água das chuvas nas edificações do Núcleo.

O encontro teve a participação de mais de 100 colaboradores e deu continuidade ao mesmo tema da última reunião, realizada em março de 2018: “Tempos de Transcendência”. A partilha de Frei Luciano abordou vários aspectos da Fraternidade, sobretudo as missões humanitárias e o site (portal).

Sobre as missões, comentou-se o contato da Fraternidade com outras instituições (por exemplo, o ACNUR, Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, agência da ONU) e com representantes da vida pública do país. O palestrante relatou diversas experiências missionárias, especialmente em Roraima. Além disso, ressaltou os valores e a conduta dos missionários da Fraternidade diante das inúmeras situações de uma missão: a atuação baseada na impessoalidade, a ausência de expectativas em relação aos resultados, a disponibilidade constante e a ênfase na potencialidade do ser humano em superar os obstáculos.

Partilha do Frei Luciano

“As informações acerca da Missão Humanitária em Roraima foram muito esclarecedoras e importantes”, comentou Maria Elisa, participante da Rede-Luz.

“Escutar as histórias e as vivências da Missão em Roraima pode tocar nossos corações para ajudar de alguma forma. Seja por meio da oração, da ação missionária ou da contribuição material”, expressou o jovem Fábio.

Sobre o portal, Frei Luciano enfatizou que a difusão deve focar o processo das experiências e não simplesmente o resultado delas. Ou seja, o enfoque do conteúdo do portal deve ser a transformação da consciência dos seres em seus aspectos éticos, internos e espirituais. Ele usou a metáfora do atleta. Uma coisa é mostrar o desenvolvimento por intermédio dos exercícios e da conduta: vontade, atenção, vigilância, esforço, dedicação, persistência e demais virtudes necessárias para o aperfeiçoamento do atleta. Outra coisa bem diferente é apenas exibir os músculos e as medalhas decorrentes da atividade. Em síntese, o mais importante não é a publicidade em si, mas o compartilhamento da experiência do despertar da consciência.

Cerimônia da Comunhão Ecumênica

Renata Falci, representante da coordenação-geral do Núcleo, disse que “a transcendência tem sido a nota de cada reunião trimestral. Precisamos ultrapassar limites e ir ao encontro de uma nova percepção, seja no âmbito espiritual ou no prático. Nesta nova etapa, estamos sendo chamados para a ação da caridade e para o serviço”.

Ao final da reunião, houve a cerimônia do sacramento da comunhão, ofertada a todos os presentes.

Mais informações:

nucleobh@comunidadefigueira.org.br

2018-07-02T22:45:27+00:0028 junho 2018|Categories: Núcleo-Luz Belo Horizonte, Destaque, Núcleos-Luz, Notícias|