Doe Aqui

Missão Roraima Humanitária – A Fraternidade iniciou apoio a outro abrigo

Início » Notícias » Missão Roraima Humanitária – A Fraternidade iniciou apoio a outro abrigo

Boa Vista

Mês de Março (Parte 1)

No dia 5 de março, a Fraternidade – Federação Humanitária Internacional (FFHI) deu início oficialmente às atividades de apoio à gestão do abrigo Tancredo Neves, em parceria com o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) e com a Defesa Civil de Roraima. Trata-se de refúgio destinado à população imigrante venezuelana não indígena. Esse local existe desde outubro de 2017, então administrado apenas pela Defesa Civil do Estado, responsável por levar para lá as pessoas que se encontravam nas ruas de Boa Vista naquela ocasião. Este lugar acolhe atualmente por volta de 750 pessoas, principalmente, homens solteiros.

O apoio começou com a distribuição de cestas contendo itens básicos de alimentos e material de higiene. Essa ação decorreu de projeto desenvolvido em parceria com a Pan American Development Foundation (PADF), com recursos doados pela Embaixada do Canadá. Foram distribuídas 300 cestas para famílias e 260 cestas individuais (para os solteiros, homens ou mulheres). A atividade se estendeu ao longo de duas semanas, pois a distribuição foi ocorrendo na medida em que o grupo realizou o cadastro das pessoas.

Atividades básicas

Os missionários da FFHI organizaram também as equipes de imigrantes para a realização das atividades básicas necessárias nos abrigos, como limpeza das áreas externas, limpeza dos banheiros e preparo dos alimentos.

A atividade na cozinha e sempre a que mais esforço demanda da equipe missionária, pois exige acompanhamento permanente para a correta utilização e distribuição dos alimentos, bem como para que sejam evitados conflitos de qualquer natureza.

Apoio do Exército

No dia 7, o Exército realizou a primeira entrega de alimentos in natura, para serem preparados no abrigo e servidos em três refeições diárias. Inicialmente, essa entrega era para acontecer três vezes por semana. Entretanto, na segunda semana, passaram a distribuir as marmitas já prontas, o que facilitou bastante as atividades da equipe da cozinha.

Pintolândia

O abrigo da Pintolândia também se beneficiou com a distribuição de alimentos que o Exército Brasileiro começou a fazer este mês. Foi assim que, a partir do dia 15, os indígenas receberam também marmitas já prontas tanto no almoço quanto no jantar. Como não são suficientes, doações extras de alimentos têm sido encaminhadas pela equipe da FFHI para este abrigo. O Exército faz a entrega dos alimentos e os missionários cuidam da organização da fila.

No dia 25, a Universidade Estácio de Sá compareceu ao abrigo levando muitas doações de material de higiene e limpeza. Assim, nos dias 26 e 27 houve distribuição de kits preparados com este material para todas as famílias no abrigo.